• Autumn Sonata

    Autumn Sonata

    ★★★★★

    obcecado com a cena do chopin

  • Monster Hunter

    Monster Hunter

    ★★½

    senti falta de látex.

  • Saint Maud

    Saint Maud

    ★★★★

    in the name of the father (Rose Glass), the son (Morfydd Clark), and the holy spirit (Jennifer Ehle)

  • We Are Who We Are

    We Are Who We Are

    ★★★★★

    Luca Guadagnino é um grande cineasta, é isso! Tem consigo uma delicadeza para tratar seus personagens, que me tira o chão. Por deus, estou tão maravilhado com essas identidades. Que obra linda!

  • Um Clássico, Dois em Casa, Nenhum Jogo Fora

    Um Clássico, Dois em Casa, Nenhum Jogo Fora

    ★★★★★

    "Essas palavras que eu não gostaria de dizer. Essas perguntas que eu não gostaria mais de responder. Essas perguntas que eu não gostaria mais de perguntar".

  • I'm Thinking of Ending Things

    I'm Thinking of Ending Things

    ★★★½

    Thinking of ending things é interessantíssimo. O roteiro trabalha um monólogo interno que me deixou tão confuso, quanto curioso durante o filme todo. A narrativa lúdica, os diálogos contemplativos e a performance da Jessie Buckley (aliás, do elenco todo), entregaram uma atmosfera desconfortável e desafiadora. Mas senti que o final não conseguiu concluir o que o filme estava propondo. Enfim, ainda divagando sobre Toni Collete, sem condições.
    Talvez seja o trabalho do Kaufman que eu mais tenha gostado.

  • Twilight

    Twilight

    ★★★

    Rindo. Quem em sã consciência escolheria viver o ensino médio mais de uma vez?

  • Persona

    Persona

    ★★★★★

    quando eu era pequeno, lembro de ter visto uma reportagem sobre uma escritora que me marcou profundamente. Esta, que já não lembro mais seu nome, cresceu sendo vigiada por sua mãe e assim passou a encontrar prazer em seu próprio silêncio. Essa existência me marcou de um modo tão íntimo, pois ali eu descobri que existia amor na própria companhia. E logo agora, anos depois, em meio a uma pós-experiência recente e intensa de isolamento social, estou redescobrindo o tom…

  • Cries and Whispers

    Cries and Whispers

    ★★★★★

    Este foi o meu primeiro filme do Bergman e tal qual o nosso isolamento, espero que não seja apenas uma coincidência. que filme duro.
    Gritos e Sussurros é um ensaio sobre a invasão de um corpo que não se permite ser tocado. é sobre aquele espaço vazio que surge dentro de uma família e grita seus traumas. é uma visita ao íntimo. as cores são manipuladas com tanta maestria, que chega a doer - belíssimo.

    uma das melhores experiencias que o cinema e o isolamento social me proporcionaram.

  • Black Is King

    Black Is King

    ★★★★½

    I was obsessed. I spent 80% of my time talking about Beyonce and in the other 20% I was hoping someone would talk about it so I could talk some more.

  • Belle de Jour

    Belle de Jour

    ★★★★½

    freud que explique, pois eu não serei capaz

  • Happy Together

    Happy Together

    ★★★★★

    vou passar os próximos anos me recuperando deste. simplesmente belo, to devastado.