The Exterminating Angels

The Exterminating Angels ★★★★

Apesar do filme colocar o diretor num lugar de inocência, ele acaba refletindo sobre algumas ambiguidades do fetiche. Brisseau situa mesmo um estado de transe que tem nessa contemplação do sexo e da mulher uma relação fantasiosa com a realidade à sua volta, uma dimensão muito particular onde o observador é um misto de operador ativo (aquele que dirige, que observa, que segura a câmera) e corpo seduzido, integrado à sua própria fantasia.

Arthur liked this review