Tully

Tully ★★★½

Diablo Cody retornando à boa forma de escrita que ela demonstrou em Juno, com a mesma capacidade de tornar os personagens e seus dramas e crises palpáveis. Certamente se você é mãe e já passou pelo calvário da gravidez, é possível que a empatia seja imediata. No final, o filme quase derrapa na tentativa de pregar aquela velha peça do “não é bem o que parece”, mas o resultado condiz tão bem como o amadurecimento da protagonista, que dá pra perdoar.