Godzilla: King of the Monsters

This review may contain spoilers. I can handle the truth.

This review may contain spoilers.

Quanto mais eu penso nesse filme pior ele fica aos meus olhos.
Esse Godzilla é a antítese do seu primo Japonês apresentado no Shin Godzilla do Hideaki Anno.
Se um é sobre a unidade do povo Japonês e sua resiliência frente às tragédias causadas por acidentes nucleares (Como o de Fukushima que "comemorou" 10 anos no mês passado), o Americano é um pouquinho mais na veia de "Poxa, talvez seja bom sim a gente ter um arsenal nuclear em constante expansão", onde o Gojira torna-se só mais uma dessas armas. Em determinado momento no filme, antes de tentarem "reanimar" o Gojira um dos personagens solta para um oficial algo na linha de "How many nukes do you have?", e no fim a chave para que os problemas fossem resolvidos era simplesmente estar em posse de uma bomba atômica, curioso que ainda botaram um Japonês pra ir detonar ela quase como um kamikaze.