Marcelo Miranda has written 20 reviews for films rated ★★★ during 2019.

  • Star Wars: The Rise of Skywalker

    Star Wars: The Rise of Skywalker

    ★★★

    O filme conclui a jornada da turma toda com muito mais coesão do que os haters estão querendo admitir, simplesmente porque a franquia retoma o básico (o que não deveria ser surpresa alguma pra qualquer pessoa que saiba que se trata de uma megaprodução Disney) e fecha com algumas reviravoltas tão absurdas quando deliciosas (e devidamente apontadas lá no Despertar da Força, desculpem). Tem aventura, tem emoção, tem surpresa, tem beijo, tem lutinha, tem ressurreição, tem redenção, tem pôr do…

  • Blacula

    Blacula

    ★★★

    William Marshall imponente como príncipe africano vampirizado barbariza nos anos 1970, com direito a baladas soul e pescoços de homens e mulheres. Blaxploitation que mistura horror e policial, numa interessante (ainda que muitas vezes tropegamente encenada) releitura do mítico vampiro. Belíssimo final. E muitas cenas de policial apanhando, o que é sempre legal.

  • Our Evil

    Our Evil

    ★★★

    Às vezes lembra os filmes mais delirantes do Larry Cohen (inclusive o primeiro, "Foi Deus quem Mandou"), pela mistura de gêneros, referências, situações e desdobramentos. São 90 minutos com conteúdo que caberia em muito mais, como se o filme não tivesse limites em relação a tudo que quer mostrar, e ainda assim há um rigor cuidadoso na direção de Samuel Galli que não deixa a coisa se perder. A cena da execução no jantar e a sequência final são mesmo impressionantes.

  • Knives Out

    Knives Out

    ★★★

    Depois do sucesso da nova versão de "Assassinato no Expresso Oriente", do Kenneth Branagh, o "whodunit" com toques de humor pode estar voltando à moda no cinema de Hollywood. "Knives Out" (intitulado no Brasil com a extravagância "Entre facas e segredos") segue a mesma linha de reunir um grupo impecável de atores e atrizes, num grande crossover de star system, para se divertirem junto com o público numa trama rocambolesca de idas e vindas que, de tão impossível de ser…

  • Ready or Not

    Ready or Not

    ★★★

    Comédia de horror social nada sutil - e muito de sua força está em não fazer alegoria, mas sim ser quase panfletária na ideia de ricos que exploram a destruição dos pobres. Como não se leva a sério como horror, fica mais liberto para soltar frases bastante diretas como "fucking rich people". Samara Weaving excelente como a protagonista e um clímax sem limites pra sangueira.

  • Hellbound Train

    Hellbound Train

    ★★★

    Um pioneiro filme de propaganda religiosa cheio de lances inusitados, dinamismo e um Diabo dançarino maquinista de trem.

    O filme está na Netflix brasileira.

  • Enigma for the Devil

    Enigma for the Devil

    ★★★

    Christensen faz um suspense diretamente influenciado por "O bebê de Rosemary" com todas as fibras de um melodrama latino. É, de fato, um belo exemplar do "gótico latino", bastante popular na época. Monique Lafond maravilhosa em cena, principalmente como a mãe dela mesma, num intenso flashback.

  • The Lighthouse

    The Lighthouse

    ★★★

    Uma micronarrativa de horror entre "O sinaleiro" do Charles Dickens e "O Cavalo de Turim" do Béla Tarr filmada com elegância singular, mas também com excesso de afetação.

  • Cube

    Cube

    ★★★

    Mais de 20 anos depois e esse pequeno filme ainda mexe com os nervos. Simples, direto e claustrofóbico, não tá nem aí pra explicações. O importante é testemunhar o inferno daquele infinito abrir e fechar de portas.

  • Jairo’s Revenge

    Jairo’s Revenge

    ★★★

    Documentário delicioso sobre o cineasta Jairo Pinilla, espécie de Zé Mojica da Colômbia, muito popular com seus filmes baratos de terror nos anos 70 e depois totalmente apagado da história. Aqui ele tenta fazer um filme 3D em pleno 2017, enfrentando dificuldades típicas de uma produção popular livre e periférica.

  • Filme de Sábado

    Filme de Sábado

    ★★★

    A praia da estação.

  • The Slumber Party Massacre