Border ★★★★

Sem medo de exagerar, eu arrisco dizer que esse filme é quase tudo que A Forma da Água queria ser, ou pelo mesmo poderia querer ser e alcançar da forma mais original que existe. É uma fábula moderna que rompe como poucas vezes a linha entre a realidade e a fantasia.

A personagem Tina é uma das mais intrigantes e bem mais bem escrita desde pelo menos muito tempo. Divagando entre duas espécies, ela tem pensamentos e perambulações mentais que parecem muito com os nossos, principalmente naquilo que pauta nossa origem e nossos antepassados. E a transmissão disso tudo é tão natural e tão surreal ao mesmo tempo que parece que a barreira que separa um mundo e outro, não existe mais.

E se as pessoas compram homem picado por aranha escalando altos edifícios, que dirá então o universo desse filme que para mim soa bem mais inteligente e mais instigante.
Border é na verdade uma pérola no meio da imensa lama da falta de originalidade que virou o cinema contemporâneo. E alguém que sabe muito bem disso, e para não ficar tão estranho indicou essa pérola ao Oscar de maquiagem, o que não vai ganhar, pois Oscar é política e não vale nada, e esse filme sim, vale tudo o que representa!!!

Marcelo Fer liked this review