Luiz has written 10 reviews for films rated ★★★★ during 2020.

  • Fraulein

    Fraulein

    ★★★★

    Em dois diferentes níveis, o nome deste filme antecipa algo sobre si. Literalmente, Fraulein significa senhorita, mas, à época da produção - anos 1980 -, o termo já caíra em desuso por sua distinção sexista entre solteiras e casadas. O subtítulo, Ein deutsches Melodram (Um melodrama alemão), por sua vez, sugere uma filiação ao gênero: assim como no "policial" Quem foi Edgar Allan? (Wer war Edgar Allan?, 1984), no entanto, a estrutura simultaneamente se constrói e desconstrói. Tal caráter disruptivo…

  • Lemmings, Part 2 – Injuries

    Lemmings, Part 2 – Injuries

    ★★★★

    Apesar do suicídio nos derradeiros minutos, a sequência final de Lêmingues - Parte 1: Arcádia (Lemminge - Teil 1: Arkadien, 1979) sinalizava uma quebra, ao menos parcial, com o ciclo de desumanização da geração anterior. Nela, dois dos protagonistas se sentam de lados opostos em um trem: um por acidente; outro por um desejo de recomeçar a vida alhures, em Viena. Enquanto um viaja “para frente” - tanto espacial quanto metaforicamente -, outro ruma “para trás”, preso a Neustadt e…

  • Lemmings, Part 1 – Arcadia

    Lemmings, Part 1 – Arcadia

    ★★★★

    A consciência da própria finitude diferencia o humano dos demais animais, dizem estudos antropológicos. Mais adiante, a possibilidade de antecipar esse inescapável destino estabelece ainda outra distinção. Por muito tempo, é verdade, a falsa observação de um fenômeno estendia a prerrogativa do suicídio à espécie dos lêmingues, pequenos roedores que perecem em bando durante as migrações. De fato, não a vontade individual, mas circunstâncias acidentais provocavam tais mortes coletivas: dissociadas, portanto, do mal-estar vivenciado pelas personagens de Lêmingues (Lemminge, 1979),…

  • Three Paths to the Lake

    Three Paths to the Lake

    ★★★★

    Em certa oportunidade, quando perguntado a respeito de O castelo (Das Schloß, 1997), sua adaptação do livro incompleto de Franz Kafka para a televisão austríaca, Michael Haneke preocupou-se em estabelecer uma clara distinção entre releituras televisivas e cinematográficas. Enquanto estas, segundo ele, reimaginariam com maior liberdade a fonte inspiradora, aquelas, objetivando atrair outros leitores, obrigatoriamente se reportariam ao “original”. Nesse sentido, um primeiro olhar percebe, em Três caminhos para o lago (Drei Wege zum See, 1976) - versão para a…

  • Michael H. – Profession: Director

    Michael H. – Profession: Director

    ★★★★

    Dentre os primeiros documentários sobre Michael Haneke, apenas um tentara abranger a totalidade de sua carreira cinematográfica. A empreitada de Gero e Felix von Boehm encontrou dois obstáculos. O primeiro, mais óbvio, trata das dificuldades de condensar duas décadas em menos de uma hora. Mais forte que essa limitação temporal, na verdade, a própria natureza do projeto afastava o interesse de quem buscava aprofundar-se na obra do realizador austríaco. Malgrado o seu caráter aglutinador, Michael Haneke: Mein Leben (2009) despertava…

  • Peeping Tom

    Peeping Tom

    ★★★★

    Five years later Wyler would deal with the same subjects in a much more subtle way.

  • Uncut Gems

    Uncut Gems

    ★★★★

    O Jackie Brown do nosso século

  • Dark Waters

    Dark Waters

    ★★★★

    À primeira vista, O preço da verdade parece mais uma obra sobre o heroísmo individual estadunidense - ou sobre um sistema corrompido do qual emerge a própria força regeneradora. Em determinado momento, a câmera adentra a sala de reuniões de um escritório de advocacia, e o homem sentado à cabeceira toma a palavra. Encarnado nessa voz de autoridade, o retorno da fé nas instituições recebe energético clamor. Estão armados os elementos para uma tradicional cinebiografia. Inspirado no artigo jornalístico “O…

  • Love and Death

    Love and Death

    ★★★★

    O título de uma obra enquanto camada de sua leitura, tão significativo em outras artes, talvez se encontre subestimado pelo espectador cinematográfico. As versões nacionais não deixam mentir: em vez de privilegiarem a literalidade ou uma nova apreciação, muitas vezes se pautam elas por interesses mercadológicos. Quando duas mulheres pecam, por exemplo, o infame nome atribuído a Persona no Brasil, substitui o jogo de duplos bergmaniano pela vendabilidade de um erotismo sugerido. A última noite de Boris Grushenko, por sua…

  • Misery

    Misery

    ★★★★

    A materialização da violência do mercado contra a arte