Yao

Yao ★★

Em um luxuoso apartamento parisiense, o pequeno Nathan comemora seu aniversário. Enquanto se distrai com a atração da festa - um palhaço -, o menino se deixa capturar pelas lentes do pai. Corte. Mais de cinco mil quilômetros distante, no nordeste do Senegal, o ligeiramente mais velho Yao conta uma história aos amigos. A narração interrompe-se pelo acaso, algo inimaginável aos olhos do espectador metropolitano: um bode devora uma página inteira do livro - a qual, por sua vez, o jovem leitor se prontifica a reescrever.

Embora breve, a introdução de Jornada da Vida muito revela sobre uma proposta opositiva. Se, por um lado, o núcleo africano resgata a comunidade de leitores e ouvintes da cultura letrada, por outro, os potenciais do audiovisual são negados no paralelo europeu. Como? - talvez paire essa dúvida. Em primeira análise, salta aos olhos um par de elementos: o palhaço e a câmera fotográfica - esta, ferramenta indispensável da arte cinematográfica; aquele, caricatura máxima de um registro performático.

LEIA MAIS

Luiz liked these reviews