Transit

Transit ★★★★½

Um escuro cubículo comporta dois homens. Acometido de grave doença, Heinz pouco fala. Georg, seu companheiro, entedia-se no trajeto. Ambos alemães, os homens fogem de uma Paris ocupada pelos nazistas. O trajeto até Marselha é longo. Em busca de um passatempo, Georg entrega-se a um manuscrito. Nesse momento, uma terceira voz toma conta de Em Trânsito.

Para a surpresa do espectador, as palavras faladas não correspondem às impressas. De um lado, imagens mostram as estrofes do poeta Weidel, cuja morte descobriu há pouco o protagonista. Do outro, a narração acompanha as personagens, como se ali houvesse um observador externo. Trata-se da primeira de muitas disjunções promovidas pelo cineasta Christian Petzold.

LEIA MAIS

Luiz liked these reviews

All