Joao Gama

18
Não levo os ratings muito a sério.
Favoritos são filmes de amor

Favorite films

  • Francisca
  • I Can No Longer Hear the Guitar

Recent activity

All
  • Ad Astra

    ★★★★

  • We Own the Night

    ★★★★★

  • Cat People

  • Confessions of an Invisible Girl

    ★★★

Recent reviews

More
  • Ad Astra

    Ad Astra

    ★★★★

    Retorno a Odessa

    Tanta coisa forte, tantos momentos marcantes. A depuração máxima e totalizante de um cinema tão sentimental e tão violento. O único confronto interno possível, aquele provocado pelo isolamento e pela culpa. A horizontalidade infinita gerada por uma mise en scene onde o espaço não existe mais, não possui eixos nem limites. Mas por hoje, só por hoje, vou deixar por isso, uma frase que defini tudo que eu já assisti do Gray: O contraste entre a força e a fragilidade de tudo e a distância entre dois corpos (no tempo e no espaço) que marca essa dinâmica.

    “We are all we got”

  • We Own the Night

    We Own the Night

    ★★★★★

    O último filme barroco. A verdade e o sentimento sempre se revelam em um plano íntimo e frágil. Nada representa mais essas duas coisas que a face de Joaquin Phoenix, que ator monumental cara. Mark tá gigante tmb mas o filme dele e the yards

Popular reviews

More
  • Johnny Guitar

    Johnny Guitar

    ★★★★★

    “I’m a stranger here myself”


    Mais do que uma inadequação, o elemento que constitui a modernidade e até mesmo a essência da obra de Nicholas Ray é uma noção espectral de irreconciliabilidade. Todos seus protagonistas são assombrados por fantasmas do passado: um romance longíquo, um amor impossível, um sonho, algum paraíso perdido para o tempo. Eles tentam alcançá-lo, falham, então tentam se encaixar e viver mesmo assim, mas sabem que essa latência interna é uma força muito superior a eles…

  • Old

    Old

    ★★★★½

    :0
    Um dos melhores trabalhos de decupagem que eu já vi.
    “Isso não é justo, nem formatura a gente vai ter”
    (Complicado aquele final ein /:)