Só Aqui ★★★★

A morte empalhada e os tributos a ela. Bem implacável e melancólico nesse olhar aterrorizado diante do que escolhemos para cultuar e eternizar, da violência martirizada para elevar o ícone, e o que escolhemos para esquecer. Para transformar um cadáver em uma imagem persistente basta juntar as mãos, basta um gesto.