City of the Living Dead ★★★½

Todo o expurgo e negociação entre os olhos de quem testemunhou o mal e de quem ainda vai presenciá-lo. Os closes de Fulci nas várias trocas de olhares que revelarão o místico ameaçador que paira sobre a cidade carrega o filme inteiro com a confiança dos relatos de horror, e cada personagem que se vira para a câmera para praguejar esse apocalipse, através dessas profecias, dessas palavras, faz o pavor de fato se instaurar. Menos interessante como retrato de uma cidade cujos habitantes são afetados pelos crimes do passado, e mais legal quando se atém a ser essa sequência de imagens mágicas de punição àqueles que não acreditam nas sombras. Toda a ação na tumba é linda, e as lágrimas de sangue de quem vê deus parecem fazer parte da imagem final que fica.