Favorite films

  • Scott Pilgrim vs. the World
  • Red Line 7000
  • Pixote
  • Cabaret

Recent activity

All
  • Happythankyoumoreplease

    ★★★

  • Scream

    ★★★★

  • Bob Spit - We Do Not Like People

    ★★★★★

  • Eternals

    ★★★

Recent reviews

More
  • Don't Look Up

    Don't Look Up

    ★½

    Não Olhe Para a Tela

    Isto não é real!

    Mesmo tendo um filme como Vice (2018) na filmografia, Don’t Look Up (2021) parece ser a verdadeira “grande aposta” de Adam McKay (ba dum tis). Aqui ele tem um elenco de peso e está livre para contar sua narrativa sobre o fim do mundo a partir do ponto de vista dos dois cientistas que o descobriram. Apostando na satira à comunicação de massa e na "crítica social foda" da crise ambiental,…

  • The Guilty

    The Guilty

    ★½

    Calma!

    Tem um charme nesse plot twist brusco do terceiro ato. Todo o argumento do policial que está no limite graças a um passado sombrio e pra compensar precisa fazer de tudo pra salvar uma jovem de um sequestro é muito interessante - de novo, digo isso levando em conta a força da virada no fim do filme que mostra que apesar de um escroto ainda existe alguma humanidade no personagem. Só que nada se sustenta na direção de Antoine…

Popular reviews

More
  • Godzilla vs. Kong

    Godzilla vs. Kong

    ★★½

    RRRRROOOOOOOOAAAAAARRRRRRRRGGGGGGGHHHHH

    Pra ser bem sincero eu tenho problemas muito diretos quanto a esse filme. A presença da figura humana. A lógica que envolve a obra é a da pancadaria livre entre duas personagens que soam como algo entre entidades do passado e animais selvagens. A "pseudomitologia" do filme se associa muito a essa lógica. Mas quando o roteiro começa a se preocupar com subtramas e desenvolvimento de personagens completamente desnecessários, o filme acaba se resumindo completamente irritante.

    Eu nem lembro…

  • Scenes from Childhood

    Scenes from Childhood

    ★★★½

    Cenas da Infância

    Muito estiloso. Além de que eu adoro a forma como essa animação meio apática, pouco expressiva, acaba fazendo com que o espectador imprima suas próprias interpretações no pequeno rato. É um jeito de brincar com o efeito Kuleshov que eu particularmente acho muito criativo. É sempre um contraste de imagens que parece estar questionando: qual é o teu nível de pudor?