Nightcap

Nightcap ★★★★★

"Em vez de amar, eu digo que amo e todos acreditam."


Certamente o mais genial é como Chabrol constrói todos os personagens com suas próprias complexidades, porém nivelados pela mesma indiferença e pela maldade, que é fator principal da trama e que todos possuem da mesma forma, só que direcionada de modo diferente a fim de suprir seus próprios interesses e necessidades. Em seus mundos particulares construídos em forma de mansões para se tornarem propositalmente alheios ao mundo, jogos regidos pelo tédio e repletos de interesse e poder são feitos, e a regra é cruzar a linha do moral e imoral tantas vezes até que a diferença entre ambas se torne nula, ou simplesmente, irrelevante.