Favorite films

Recent activity

All

Recent reviews

More
  • Still Life

    Still Life

    ★★★★★

    Em Still Life (1974), Shahid-Saless mais uma vez filma a rotina de pessoas comuns; ele retrata a vida de um casal de idosos que mora à beira de um trilho do trem na região norte do Irã. Ela faz tapetes persas e cuida da casa (que é apenas um quarto, como em seu filme anterior) e ele trabalha como sinaleiro em um cruzamento ferroviário. O ritmo do filme é o mesmo do casal, lento, e assim, como em seu filme…

  • White Out, Black In

    White Out, Black In

    ★★★★★

    Acho que os grandes destaques de “Branco Sai, Preto Fica” são a sua inventividade e o seu diálogo com os grandes movimentos do nosso cinema, com o Cinema Novo, mas principalmente com o Cinema Marginal. A inventividade de “Branco Sai, Preto Fica” retoma nas questões do Brasil contemporâneo, a inventividade que Bressane, Tonacci, Sganzerla, entre outros, utilizaram para descrever o efervescente Brasil dos anos 60 e 70.

    A própria tentativa de se definir um gênero para “Branco Sai, Preto Fica”…

Popular reviews

More
  • Fruit of Paradise

    Fruit of Paradise

    ★★★★★

    Quando amar é um bom pecado

    "A prostituta só enlouquece excepcionalmente. A mulher honesta, sim, é que, devorada pelos próprios escrúpulos, está sempre no limite, na implacável fronteira."
    Nelson Rodrigues

    Ah, a Tchecoslováquia e seus filmes maravilhosos. Se hoje lembramos da Tchecoslováquia (lembramos mesmo?) como apenas um país que pertencia ao bloco soviético e que se separou em República Tcheca e Eslováquia no início da década de 90, nos anos 60, era um país que passava por uma grande efervescência…

  • Goodbye to Language

    Goodbye to Language

    ★★★★★

    Utilizando-se do 3D (um 3D muito forçado, com uma profundidade exagerada), Godard insere novos planos num mesmo quadro e em vez de amplificar a sua linguagem cinematográfica com isso, ele a desconstrói, praticamente aniquila a linguagem imagética e a linguagem oral como a conhecemos ao longo do filme. Abre propostas para o questionamento da comunicação humana (extremamente complexa, tão complexa que nós mesmos não nos entendemos) e tenta nos aproximar de uma comunicação mais "primitiva". Seria uma desumanização ou uma…