Favorite films

  • Citizen Kane
  • The Night of the Hunter
  • The Rules of the Game
  • Sunrise: A Song of Two Humans

Recent activity

All
  • The True Story of Jesse James

  • They Live by Night

  • Mr. Arkadin

  • Princess Yang Kwei Fei

Recent reviews

More
  • The True Story of Jesse James

    The True Story of Jesse James

    O AMADO CINEASTA
    por Jean-Luc Godard

    (“Le cinéaste bien-aimé”, Cahiers du Cinéma N°74, p. 51-53, agosto – setembro de 1957)


    Não há dúvida de que devemos esse remake do filme de Henry King ao livro de James D. Horan que nos apareceu em 1949. Intitulado The Desperate Men, tratava-se de um estudo bem detalhado da vida dos irmãos James, baseado em documentos de arquivos restritos, antes não disponíveis ao público. Mas também não há dúvida de que Nicholas Ray reagiu…

  • They Live by Night

    They Live by Night

    PAUL E VIRGINIE CASARAM-SE À NOITE...
    por Jacques Doniol-Valcroze

    (“Paul et Virginie se sont mariés la nuit...”, Cahiers du Cinéma N°5, setembro de 1951)


    É quase que um filme maldito. Foi, de certa forma, banido nos Estados Unidos e só obteve um certo sucesso quando estreou na Inglaterra há dois anos. Teria direito à casa no Festival do Filme Maldito de 1949¹, mas não sabíamos do filme à época. No ano seguinte, foi apresentado no Rendez-vous de Biarritz diante de…

Popular reviews

More
  • Vertigo

    Vertigo

    A HÉLICE E A IDEIA
    por Éric Rohmer

    (Cahiers du Cinéma, Março de 1959, N°93)

    “O mesmo, por si mesmo, consigo mesmo, eterna e homogeneamente”
    – Platão

    Nós perdoaríamos alegremente Alfred Hitchcock por sequenciar o austero “O Homem Errado” com um trabalho mais leve, mais como um apelo ao público. Essa talvez tenha sido sua intenção quando decidiu trazer o romance de Boileau e Narcejac, “D’entre les morts”, à tela. Agora, a natureza esotérica de Vertigo, assim dizem, repeliu os…

  • Princess Yang Kwei Fei

    Princess Yang Kwei Fei

    (Este não é um texto somente sobre Princess Yang Kwei Fei, mas sobre Mizoguchi em geral)

    MIZOGUCHI VISTO DAQUI
    por Jacques Rivette

    ("Mizoguchi vu d’ici", Cahiers du Cinéma N°81, março de 1958)

    Como falar sobre Mizoguchi sem cair em confusões: o jargão do especialista ou o do humanista? Pode ser que seus filmes devam algo à tradição ou ao espírito do Nô ou do Kabuki, mas então quem deve nos ensinar o significado profundo dessas tradições? Não é um caso…