Favorite films

  • Bronco Billy
  • Girl with a Suitcase
  • Ana
  • The Beyond

Recent activity

All
  • When Light is Displaced

    ★★★½

  • Berlin Fire

    ★★★

  • Dissolution Prologue (Extended Version)

    ★★

  • Of This Beguiling Membrane

    ★★★

Recent reviews

More
  • Ana

    Ana

    ★★★★★

    "Miranda: a túnica inconsútil

    Confesso que estou bastante longe de partilhar do sentimento algo generalizado entre a crítica portuguesa de que estamos a viver, em 1982, um ano áureo da história do cinema. Acho mesmo, sem ofensa para ninguém, que só santa ignorância da história passada permite que se generalize dum Schroeter, sempre magnífico, do Parsifal, de Syberberg, do último Straub, do último Godard, do último Rohmer, do último Demy, do último Carpenter ou do E.T., de Spielberg, para o…

  • Agosto

    Agosto

    ★★★★★

    Uma pitada de Le Mépris, outra de Rohmer e mais uma de Antonioni. Ainda assim um filme profundamente português, sobre o qual paira a sombra da ditadura, contribuindo para a alienação dos personagens que Jorge Silva Melo tão bem sublinha através das elipses bruscas e do fluxo constante de corpos para dentro e fora do quadro. E que quadros, de Acácio de Almeida! E que música, de José Mário Branco!

Popular reviews

More
  • I Was at Home, But...

    I Was at Home, But...

    ★★★★

    There is something to be said about the negative side of the legacy left by canonical directors like Bresson or Antonioni in the current panorama of european art house cinema. An empty and innocuous formalism that is often found in film festivals. Despite the inseparability between form and content, many of these directors/films use this formal approach in a cynical and cold way, hoping that the thematic depth will arise from a certain framing or camera movement. At first I…

  • Glass

    Glass

    ★★★★½

    Converti-me à Religião Shyamaliana há cerca de um mês com a visualização de A Vila e guiado por um nicho de críticos que valorizam a sua obra.

    O Luís Miguel Oliveira, crítico do jornal Público que respeito bastante, queixou-se recentemente da falta de autores no cinema de Hollywood (e não só), referindo-se à falta de um Hawks ou um Ford que servisse como guia aos restantes cineastas. Eu acredito que ele existe.

    Relembro que o Hitchcock (comparação que me parece…