• Birds of Prey (and the Fantabulous Emancipation of One Harley Quinn)
  • Essa Grande Coisa que Nunca Acontece

    Essa Grande Coisa que Nunca Acontece

    A ideia era ver o quanto era possível construir de clássico narrativo apenas levando uma câmera para qualquer lugar. Nesse caso a festa de aniversário de um peculiar amigo. Tem uma galera muito específica e uma estética muito específica também, como se já tivesse nascido querendo ser memória, e por isso é tão contemporâneo. Mas mesmo assim acho que é um filme que com o passar do tempo vai ficar cada vez mais interessante. Muita surpresas, Gab diz que é o meu melhor filme. 

    m.youtube.com/watch?v=SzInE2JZgaQ

  • Sleepaway Camp

    Sleepaway Camp

    ★★★½

    CA-RA-LHO

  • Bohemian Rhapsody

    Bohemian Rhapsody

    ★★★

    Não acho um problema se mudar fatos reais a favor de um filme biográfico, o que eu acho muito discutível é fazer isso a serviço de construir algo do mais genérico, burocrático, formulaico possível.
    Disse ao sair do cinema que todo filme desse sempre acaba parecendo um "por toda minha vida" da globo, mas acho injusto pois o programa se preocupava com alguns fatos, curiosidades e depoimentos mesmo nunca ferindo os inofensivos mandamentos do genérico.

    A receita é simples, anote…

  • Eu Vi Dublado

    Eu Vi Dublado

    Curta de apenas 16 minutos que fiz tentando trabalhar a memória afetiva das dublagens brasileiras. Foi feito pra faculdade mas tentei a todo custo fugir dos moldes estabelecidos por ela. 

    Um grande beijo. 

    m.youtube.com/watch?v=83Wrnj84TyQ

  • 8 1/2 mm de terror

    8 1/2 mm de terror

    Terror trash retro que fiz 5 anos atrás m.youtube.com/watch?v=kAMPfyARR2w

  • Teenage Mutant Ninja Turtles

    Teenage Mutant Ninja Turtles

    ★★★★★

    Esse filme é uma relíquia!! Vamos redescobri-lo letterboxd!! Ressuscitem os verdadeiros clássicos. Revalidem os desprezados.

  • X-Men: Apocalypse

    X-Men: Apocalypse

    ★½

    Filme tão desinspirado que transforma essa estrutura a moda caralha quase numa estética própria. Mas o que ja me deu no saco da fox foi sempre insistir em mostrar que poderia estar fazendo um filme foda dos x-men mas não está só de sacanagem mesmo. Terminar outro filme com o time pronto com uniformes no estilo “fica pra próxima” foi de cair o cu da bunda. Ainda bem que não paguei ingresso pra ver isso.

    Ps: Psylocke estava perfeita, custava fazer todos assim?

    (Peguei o filme pela metade na tela quente ontem mas vou ver inteiro e desenvolver um review mais aprofundada algum dia, ou nunca).

  • Fall Equinox

    Fall Equinox

    ★½

    O filme que desmascarou o cinema.

    Não era a experiência que eu buscava numa sala escura, mas ficar encarando uma tela com imagens tão desinteressantes me perguntando o que eu estava fazendo ali sempre me gera varias reflexões, mesmo diante de algo a principio nada cerebral. E tudo começou quando pensei nos filmes que seguem formato parecido a esse e percebi que a diferença crucial entre os que gosto e não gosto estava no conflito natureza x cidade.

    Benning começa…

  • Love Me Forever or Never

    Love Me Forever or Never

    ★★★★

    Tão texto mas tão texto mas ao mesmo tempo se esbalda tanto de anos 80 assumindo claramente sua virada mais individualista, yuppie, pop, o fim das utopias que faz o fetiche de nouvelle vague virar puro maneirismo. É tipo como se fizessem um videoclipe pra uma peça de teatro ao invés de um hit musical. É Fernanda Torres maior atriz do mundo. É tipo Rui e Vani goes artsy. E esse diretor que só sua figura talvez já representa bem o fim das utopias. Olha o polvo!!!

  • Summer School

    Summer School

    ★★★★★

    Esse professor é o maior barato. E que turminha de pesada ein. Mind over matter.

  • Solo: A Star Wars Story

    Solo: A Star Wars Story

    O que tem feito a indústria achar tão difícil desenvolver personagens carismáticos e autênticos? Até quando eles meio que conseguem fica mo forçado na palhaçada (tipo guardiões da galaxia) enfim, esse aqui so nao tem nada. Ainda mais um filme que dedica um personagem que conquistou um público na persona de Harrison Ford, aqui reduzido a mais um heroizinho sonhador mela cueca.

     Tudo generico, filme piegas pra cacete com direito a pianinho ao fundo do romence e som de tensão…